ESPECIAL CORONAVÍRUS- COVID-19

COVID-19

Olá, leitores

Diante das notícias preocupantes sobre a epidemia do coronavírus achamos que valia a pena falarmos um pouco sobre esse assunto por aqui.

Esse é um vírus novo e com muitos aspectos ainda a serem estudados e descobertos, por isso vamos falar sobre o que a ciência sabe sobre ele até o momento, e como essas informações podem nos ajudar a nos preparar para enfrentá-lo.

O QUE É O CORONAVÍRUS – COVID-19 ?

O vírus COVID-19 (Coronavirus disease 2019), foi primeiramente detectado na China em dezembro de 2019.

Em 30 de janeiro de 2020 a OMS ( Organização Mundial de Saúde) declarou haver um surto da doença que representava uma situação de emergência global de saúde pública.

No dia 11 de março a OMS declarou que já estávamos em uma situação de pandemia. Significando que a epidemia, antes restrita à China, já está disseminada por, praticamente, o mundo inteiro.

PANDEMIAS

Não é a primeira vez que enfrentamos pandemias na nossa história. Há cerca de 100 anos, milhões de pessoas no mundo inteiro, foram afetadas pela chamada gripe espanhola, uma pandemia causada pelo vírus influeza.

Mais recentemente, tivemos outras epidemias causadas por outros tipos de coronavírus como em 2002 Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) que matou 774 das 8.098 pessoas infectadas e em 2012 a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) que levou à morte 858 dos 2.494 pacientes identificados.

Uma das diferença entre as epidemias anteriores, causadas por outros tipos de coronavírus é que o novo coronavírus,  nunca havia sido identificado antes em humanos e, aparentemente, é mais transmissível do que os anteriores. Por isso, foi disseminado rapidamente para todo o mundo.

EXISTEM MEDICAÇÕES PARA COMBATER O CORONAVÍRUS?

Ainda não há uma medicação específica para combater o vírus ou uma vacina para prevení-lo, embora a OMS esteja ativamente empenhada em apoiar as intituições e parceiros para acelerar as pesquisas nessa área.

EXISTE TRATAMENTO PARA O A INFECÇÃO CAUSADA PELO CORONAVÍRUS?

O tratamento para a doença, causada por este novo coronavírus, tem como objetivo de tratar os sinais e sintomas que o vírus causa. Por exemplo, medicações para melhorar os sintomas respiratórios, para a febre, para dor e assim por diante.

COMO OS CORONAVÍRUS / COVID-19 SÃO TRANSMITIDOS?

Os coronavírus / COVID-19 são transmitidos por meio de gotículas que são liberadas pelo nariz ou boca quando tossimos ou espirramos.

Podem atingir diretamente a boca, o nariz e os olhos de quem estiver próximo (são muito pequenas e não conseguimos vê-las).

Ou

Podem se depositar nos objetos ou superfícies próximos à pessoa infectada e podem infectar outras pessoas se elas tocarem nestes objetos ou superfícies e depois tocarem nos seus olhos, nariz ou boca com as mãos.

Resumindo, o COVID-19 é transmitido por contato próximo com pessoas infectadas pelo vírus, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados.

O QUE É CONSIDERADO UM CONTATO PRÓXIMO?

É considerado um contato próximo quando a distância entre uma pessoa e a outra é menor do que um metro.

Veja o que diz o site da Direção Regional De Saúde de Portugal sobre as situações em que há um contato próximo e, por isso, com possibilidades de transmissão:

Atividades relacionadas à cuidados de saúde, incluindo:

  • Prestação de cuidados diretos a doente com COVID-19

  • Contacto em ambiente laboratorial com amostras de COVID-19

  • Visitas a doente ou permanência no mesmo ambiente de doente infetado por COVID-19

Contacto em proximidade ou em ambiente fechado com um doente com infeção por COVID-19 (ex: sala de aula)

Viagem com doente infetado por COVID-19:

Em avião:

  • 2 lugares à esquerda do doente, 2 lugares à direita do doente, dois lugares nas duas filas consecutivas à frente do doente e dois lugares nas duas filas consecutivas atrás do doente

  • Companheiros de viagem do doente

  • Prestação de cuidados diretos ao doente

  • Tripulantes de bordo que serviram a secção do doente

  • Se doente com sintomatologia grave ou com grande movimentação dentro da    aeronave, considerar todas as pessoas como contacto próximo;

Em navio:

  • Companheiros de viagem

  • Partilha da mesma cabine

  • Prestação de cuidados diretos ao doentes

  • Tripulantes de bordo que serviram a cabine do doente

*A Autoridade de Saúde pode considerar como contato próximo outros indivíduos não definidos nos pontos anteriores (avaliação caso a caso).

 QUAIS SÃO OS SINAIS E SINTOMAS?

Os sintomas podem, inicialmente, serem parecidos com uma gripe comum, mas também podem apresentar:

  • Febre

  • Tosse

  • Dificuldade respiratória

Em casos mais graves pode levar a pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, falência renal e de outros órgãos, podendo levar a morte.

COMO POSSO ME PROTEGER?

Como você leu mais acima a transmissão é por meio das gotículas (que não vemos) em contato com a nossa boca, nariz e olhos.

Então,

só podemos tocar a nossa boca, olhos ou nariz se tivermos lavado as mãos com água e sabão ou utilizado álcool ou álcool gel para limpá-las.

Devemos evitar locais com aglomeração.

Devemos evitar ficar próximos (vejam a pergunta anterior) de pessoas que estejam tossindo ou espirrando.

OUTRAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA TRANSMISSÃO

Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene eetiqueta respiratória”  para reduzir a exposição e transmissão da doença:

*A etiqueta respiratória são cuidados que devemos ter para evitar a transmissão, desde um simples resfriado até uma possível infecção por coronavírus.

ATENÇÃO: 

• Medidas  respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e jogar  sempre o lenço de papel no lixo;
• Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns” 🙂 ) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%;
• Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória;
• Evitar tocar no rosto com as mãos;
• Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado.

QUAL É O PERÍODO DE INCUBAÇÃO?

Aparentemente o período de incubação da doença (tempo passado desde o contato com o vírus até o aparecimento dos sintomas) seja entre 2 e 14 dias. A transmissão por pessoas assintomáticas (sem sintomas) ainda está a ser investigada e pode ser que ocorra.

É isso! Nenhum de nós passou por uma situação como essa antes, afinal a última pandemia ocorreu há cerca de 100 anos. É preciso agirmos com responsabilidade. É preciso estarmos atentos às orientações dos órgãos de saúde, é preciso sermos solidários e, dentro do possível, ajudarmos os menos favorecidos e mais vulneráveis e, acima de tudo, não entrarmos em pânico!

Pelo contrário, somente com a razão e sabedoria conseguiremos ultrapassar essa situação. Cuidem-se e se tiverem dúvidas…pergunte-nos!

 

https://covid19.min-saude.pt/

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.