O CAFÉ PODERÁ SUBSTITUIR A APLICAÇÃO DE MEDICAÇÕES PARA O DIABETES?

Tomar 3 vezes ao dia

O café poderá, um dia, substituir a aplicação de medicações para o diabetes?

É o que um grupo de cientistas suíços pretende através do desenvolvimento de um sofisticado projeto de bioengenharia farmacêutica.

A ideia baseia-se na colocação de um implante gelatinoso embaixo da pele contendo células que liberam a medicação quando “percebem”a presença de cafeína na corrente sanguínea. Assim as moléculas de cafeína funcionam como um indutor da liberação de GLP-1 para a corrente sanguínea.

O que é o GLP-1?

O GLP-1 é normalmente produzido pelas células do intestino e ajuda no controle da glicemia após as refeições e em jejum.  Quando nos alimentamos o GLP-1 é secretado na corrente sanguínea e estimula a produção de insulina pelas células do pâncreas. Encontra-se, geralmente, diminuído nas pessoas com diabetes tipo 2.

Medicações com ação similar ao GLP-1 já são utilizadas por pessoas com diabetes tipo 2, porém, em forma de injeções, com canetas aplicadoras, como é o caso das medicações Byetta e Victoza. Veja mais em Medicações Usadas no Diabetes 

No caso do implante seria necessário apenas beber um café após a refeição, por exemplo. Evitando injeções e efeitos indesejáveis das medicações atuais,  colaboraria para um maior comprometimento da pessoa, com diabetes, em relação ao seu tratamento que, muitas vezes, é abandonado por conta das dificuldades encontradas.

Como funciona?

O implante contém célula humanas modificadas capazes de produzir GLP-1, essas células são dotadas de um “circuito genético” que as sensibiliza à presença de moléculas de cafeína.

Ao tomar um cafezinho, por exemplo, a cafeína vai para a corrente sanguínea e em contato com as células do implante provocam a liberação do GLP-1.

Essa droga uma vez liberada na corrente sanguínea vai estimular as células beta do pâncreas a produzir insulina que por sua vez vai controlar os níveis de glicose no sangue.

Os testes estão ainda sendo feitos em ratos e provavelmente ainda levará um bom tempo até que se comprove a segurança e eficácia do método, mas se os resultados forem bons, talvez chegue o dia em que a pessoa com diabetes tipo 2 possa controlar sua glicemia apenas com algumas doses de café, chá preto ou bebidas energéticas.

https://www.nature.com/articles/s41467-018-04744-1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s