DIABETES TIPO 2 – O QUE ACONTECE NO SEU ORGANISMO

DIABETES-TIPO-2A glicose é um tipo de açúcar que é utilizado pelas células do organismo, é a nossa fonte de energia

A insulina é o hormônio que controla os níveis de glicose no sangue e que permite que a glicose entre nas células

 

No diabetes tipo 2 pode haver uma falha na produção e secreção de insulina pelo pâncreas ou ainda, uma  resistência à ação da insulina

  • Quando nos alimentamos, os níveis de glicose no sangue aumentam
  • Se não há insulina ou a quantidade de insulina é insuficiente, a glicose permanece elevada no sangue (hiperglicemia)
  • Como há muita glicose no sangue, parte dela é eliminada pela urina (glicosúria), aumentando a vontade de urinar
  • Urinando mais que o normal, perdemos água, e sentimos mais sede (polidipsia)
  • Como a glicose não consegue entrar nas células há falta de energia e a pessoa sente mais fome (polifagia) e cansaço
  • O fígado passa, então, a produzir mais glicose para tentar compensar a falta de energia, mas essa glicose permanece no sangue, aumentando ainda mais a glicemia
  • Embora a pessoa coma mais para tentar repor a falta de energia, ela perde peso porque o organismo não consegue utilizar a glicose, que é perdida, parcialmente, pela urina

Nessa fase o organismo passa a utilizar a gordura como fonte alternativa de energia

O uso dos ácidos graxos (gordura) como fonte de energia faz com que haja a produção de corpos cetônicos, que são eliminados pela respiração, causando o hálito cetônico, e pela urina, causando a cetonúria

Quando essa situação permanece por tempo prolongado, ocorre o acúmulo desses corpos cetônicos, causando um problema mais grave, chamado cetoacidose diabética

Para diminuir os níveis de glicose no sangue e passar a usá-la como energia é necessário que haja uma produção e ação adequada de insulina, de forma a retirar o excesso de glicose do sangue

Para melhorar a produção ou a ação da insulina é preciso usar medicações ou aplicar a insulina. Essas são as formas de compensar o mau funcionamento do pâncreas

A hiperglicemia prejudica o funcionamento do organismo e, a longo prazo, pode causar várias complicações

Para controlar os níveis de glicose  e escolher a medicação ou a insulina adequada é preciso fazer o teste de ponta de dedo e exames de sangue em laboratório

Atenção: Esses sintomas podem variar de pessoa para pessoa. A falta de alguns deles não significa que a pessoa não tem diabetes. O diagnóstico do diabetes é feito pelo médico por meio de exames laboratoriais e do exame clínico.

Veja mais informações sobre resistência à ação da insulina em

Perguntas Frequentes sobre o Diabetes Mellitus

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s