A GRAVIDEZ E O DIABETES

gravidez-e-o-diabetes

O diabetes pode estar presente na gravidez em duas situações.

Quando a mulher é diagnosticada com diabetes durante a gravidez, geralmente após 20ª semana de gestação, chamado de diabetes gestacional ou quando mulher já é diabética, antes de engravidar.

 

 

 

Caso você esteja grávida saiba que independente da sua situação, se já tinha diabetes e engravidou ou se tem diabetes gestacional, é possível ter uma gravidez tranquila com diabetes desde que a sua glicose no sangue mantenha-se controlada.

Para isso é importante entender mais sobre o diabetes e a gravidez e seguir alguns  passos. Veja mais no link  Passos Básicos para uma Gravidez Tranquila Associada ao Diabetes.

Algumas situações são comuns às duas grávidas e as informações são as mesmas para os dois casos, outras informações são específicas a cada uma, por isso, estão divididas em  A Mulher com Diabetes Gestacional“ e “A Mulher Diabética”.

Então, qual é o seu caso?

Clique em um dos links abaixo para saber mais

A MULHER COM DIABETES GESTACIONAL

A MULHER DIABÉTICA E A GRAVIDEZ

Além disso, como já foi dito anteriormente, algumas situações são comuns aos dois casos. Veja a seguir…

A GRAVIDEZ DA MULHER COM DIABETES GESTACIONAL E DA  MULHER DIABÉTICA

diabetes-gravidez01

 

A gravidez é um período de grandes expectativas e novas experiências.

Procurar conhecer e entender o funcionamento do organismo nessa fase é o caminho para conseguir uma gravidez saudável.

Para isso, é importante esclarecer todas as dúvidas com o seu médico, enfermeiro, nutricionista ou outro profissional capacitado para esta orientação.

O acompanhamento médico da mulher com diabetes durante a gravidez tem como objetivo os cuidados relacionados ao diabetes, além do próprio pré-natal de rotina.

Isso significa que são realizados exames de glicemia e de avaliação do bebê mais frequentemente do que na gravidez sem diabetes.

Também há o acompanhamento diário da glicose feito em casa pela própria gestante e a necessidade de uma maior atenção com a alimentação.

Tudo isso representa um trabalho extra para a gestante, como administrar horários de testes, medicação e outros cuidados.

Mas, felizmente, após algum tempo, esses cuidados se tornam parte da rotina, aprende-se a lidar com as alterações da glicemia, e tudo fica mais fácil.

É importante permanecer tranquila, mantendo uma atitude positiva e sabendo que esta fazendo o melhor possível.

METAS PARA O TRATAMENTO DO DIABETES DURANTE A GRAVIDEZ 

Metas significam objetivos a alcançar, podendo haver altos e baixos durante este percurso. O importante é estar no caminho certo e empenhada em acertar.

Glicemia capilar (ponta de dedo):  antes da refeição – entre 65 e 95 mg/dl

  • Uma hora após a refeição – até 140 mg/dl

*Esses valores podem ser maiores para as mulheres que apresentam maior risco de episódios de hipoglicemia, por exemplo, 99mg/dl em jejum e ao deitar, ou entre 80 e 120mg/dl durante a madrugada (entre 2 e 4 horas da manhã).

Índice de Massa Corporal (IMC): menor que 25

Aprenda como calcular o seu IMC, clique no link a seguir

COMO CALCULAR O ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA IMC

Veja o que esse resultado significa na tabela abaixo

Índice de Massa Corporal IMC Classificação Grau de Obesidade
Menor que 18,5 Magreza 0
Entre 18,5 e 24,9 Normal 0
Entre 25,0 e 29,9 Sobrepeso I
Entre 30,0 e 39,9 Obesidade II
Maior que 40,0 Obesidade Grave III

QUANTO VOCÊ PODE ENGORDAR DURANTE A GRAVIDEZ

O ganho de peso ideal durante a gravidez depende do seu peso antes de engravidar. Mulheres mais magras podem engordar um pouco mais, porém mulheres que estão acima do peso no início da gravidez devem procurar engordar menos.

-Ganho de peso esperado durante a gravidez

Mulheres com IMC no início da gravidez menor que 25: entre 11 Kg e 16 Kg .

Mulheres com IMC no início da gravidez igual ou maior que 30: entre 5 Kg e 9 Kg.

O COMPANHEIRO (O) E/OU FAMILIAR DA GESTANTE COM DIABETES

Se você é um companheiro (o) e/ou familiar da gestante com diabetes, parabéns pela iniciativa de informar-se, essa atitude mostra o desejo de entender melhor tudo que está acontecendo para poder compartilhar não só os momentos felizes e divertidos como, também, os mais chatos, mas muito importantes.

Por vezes, durante a gravidez, a sua parceira ou familiar pode sentir que a carga de responsabilidade é pesada demais.

Afinal a glicemia deve manter-se equilibrada, gerando uma atenção frequente, além das ansiedades e expectativas normais da gravidez.

Isso tudo pode gerar um sentimento de que tudo depende somente dela para dar certo, podendo causar desânimo ou estresse.

Conversar sobre as dificuldades que ela está enfrentando e tentar dividir as responsabilidades pode ajudar a diminuir a carga de estresse  e tornar esse momento especial mais tranquilo.

O PREPARO PARA A AMAMENTAÇÃO  NA GRAVIDEZ COM DIABETES

diabetes-gravidez02

A amamentação traz muitas vantagens para você e para o bebê.

Porém, no caso específico do diabetes, a amamentação iniciada o mais breve possível, logo após o parto, pode ajudar a evitar a hipoglicemia (glicose baixa no sangue) do bebê.

Na situação da mãe com diabetes gestacional, a amamentação por período maior que 3 meses pode colaborar para reduzir o risco dela desenvolver diabetes tipo 2 no futuro.

Mas amamentar pode não ser fácil se você não estiver preparada.

Embora seja um momento prazeroso para a mãe e para a criança, pode ser frustrante e estressante caso o bebê tenha dificuldade em pegar o bico do peito.

Os mamilos (bicos do peito) podem ter diversos formatos e tamanhos. Alguns são planos ou invertidos e criam dificuldade para a criança mamar.

Existem alguns exercícios e técnicas que ajudam no preparo dos mamilos e da mama, facilitando a amamentação. O enfermeiro ou o médico poderão orientar esse preparo durante a gestação.

O QUE LEVAR PARA A MATERNIDADE

diabetes-gravidez03

Planejar e preparar o que for possível com antecedência é a melhor solução contra o estresse.

Começar a arrumar a mala para a maternidade por volta da 32ª semana é o ideal.

Principalmente no caso da mulher que já era diabética e que precisará manter o seu controle da glicemia, algumas coisas extras devem ser levadas. É uma boa ideia fazer uma lista com tudo o que é necessário para você e o bebê e ir providenciando, tranquilamente.

Sugestão sobre o que levar para a maternidade

Uma bolsa com

  • Suas roupas, camisolas e absorventes
  • Produtos de higiene
  • Roupinhas do bebê, fraldas e lembrancinhas

Uma bolsa com

  • Aparelho para medir a glicemia e lancetador
  • Tiras, lancetas
  • Bateria extra
  • Insulina (verificar com o médico se será necessário levar a sua insulina)
  • Caneta de aplicação, agulhas ou seringas (se for necessário)
  • Insumos para a bomba de infusão
  • Caderneta para registro da glicemia

Ficou alguma dúvida? Pergunte-nos ou faça seu comentário no espaço no final da página!

O PARTO DA MULHER COM DIABETES GESTACIONAL E DA MULHER DIABÉTICA

diabetes-gravidez04

A mulher com diabetes gestacional e o a mulher diabética podem ter parto  normal ou cesárea, dependendo da avaliação do médico obstetra.

O médico avaliará se a glicemia está bem controlada e se existem complicações, maternas ou fetais (do bebê), que possam trazer risco para a saúde do bebê e da mãe caso seja realizado o parto normal.

A anestesia pode ser usada para o alívio das dores no trabalho de parto, caso seja essa a sua opção e a do obstetra.

Durante o período em que a gestante estiver em jejum sua glicemia será controlada frequentemente para evitar hipo ou hiperglicemia. Ela deve ser mantida entre 70mg/dl e 40mg/dl.

Se necessário, ela receberá insulina de ação rápida ou soro com glicose na veia, de acordo com a glicemia.

O ideal é que o parto ocorra em um hospital onde existam condições para assistência intensiva ao recém-nascido, caso seja necessária.

O PÓS-PARTO 

No pós-parto, tanto da mulher com diabetes gestacional quanto da mulher diabética, a amamentação deve ser iniciada o mais breve possível para evitar a hipoglicemia do bebê, de preferência 30 minutos à uma hora após o parto, se a mulher tiver condições para isso.

Se não for possível, o bebê receberá leite artificial (fórmula láctea) ou glicose até que possa mamar na mãe.

O PÓS-PARTO DA MULHER COM DIABETES GESTACIONAL

diabetes-gravidez05

As mulheres que usavam insulina durante a gravidez terão sua glicemia controlada frequentemente nas 24 a 48 horas após o parto e, geralmente, suas doses de insulina serão diminuídas ou suspensas neste período.

O RETORNO PARA CASA

No retorno para casa é importante procurar manter os hábitos saudáveis em relação a alimentação e atividade física de forma a prevenir o aparecimento do diabetes no futuro.

Porém, é necessário retornar ao médico para que seja avaliada sua situação atual, com a realização de testes de glicemia cerca de 6 semanas após o parto.

Quando o diabetes se mantém depois do nascimento do bebê significa que a mãe tem diabetes tipo 1 ou tipo 2 e será necessário continuar o seu tratamento, pois o diabetes gestacional só se manifesta durante a gestação.

A adaptação à nova rotina pode ser difícil.  As muitas solicitações e descanso insuficiente,   causando sentimentos de desânimo e desinteresse em relação ao bebê e a si própria.

Algumas mulheres podem ter depressão pós-parto. É importante estar atenta para esses sintomas e buscar ajuda profissional, pois a depressão pode e deve ser tratada.

O PÓS-PARTO DA MULHER DIABÉTICA

No período pós-parto, durante a recuperação da mulher, ainda no hospital, a glicemia continuará sendo controlada frequentemente, com os mesmos cuidados anteriores, para evitar a hipoglicemia ou hiperglicemia, utilizando-se insulina ou soro glicosado caso seja necessário.

A AMAMENTAÇÃO

Durante a amamentação a mulher perde cerca 160g de carboidratos por dia. Esses carboidratos são secretados no leite materno.

Assim, quando a mulher usa insulina, deve procurar ingerir 15g de carboidrato antes ou durante cada mamada para evitar ter hipoglicemia. Por exemplo, uma fruta, um copo de leite, meio copo de suco de laranja ou uma fatia de pão.

Comer algo antes das mamadas, além de prevenir a hipoglicemia pode ajudar a reduzir a sensação de fome e evitar ganho de peso.

É aconselhável fazer o teste de glicemia capilar, principalmente antes das mamadas noturnas, para prevenir episódios de hipoglicemia.

Como é normal sentir sede durante a amamentação porque a gestante perde líquidos junto com o leite, uma boa hidratação é muito importante. Aumente a ingestão de líquidos nesse período.

Mantenha perto do local onde o bebê será amamentado, além das coisas que normalmente ajudam no seu conforto, a água, algum tipo de alimento e o aparelho com as tiras para o controle da glicemia.

Uma bolsa, uma cesta ou uma caixa podem servir para reunir essas coisas extras.

O RETORNO PARA CASA

O retorno para casa é um momento de recuperação do parto e de organizar as novas rotinas da mulher em relação ao diabetes, a família e o bebê.

A nova rotina pode ser cansativa em virtude da necessidade de controlar o diabetes associada ao descanso insuficiente e muitas solicitações.

Algumas mulheres podem ter depressão pós-parto, com sentimentos de desânimo e desinteresse em relação ao bebê e a si própria.

É importante estar atenta para esses sintomas e buscar ajuda profissional, pois a depressão pode e deve ser tratada.

O retorno ao seu médico deve ser programado o mais breve possível para que seja ajustado o controle do diabetes de acordo com a nova situação, pós- gravidez.

Também é importante discutir com o ginecologista o melhor método para evitar uma nova gravidez nesse período.

Ficou alguma dúvida? Pergunte-nos ou faça seu comentário no espaço no final da página!

Mais informações

Os Seis Passos Básicos para uma Gravidez Saudável Associada ao Diabetes

 

 

Anúncios

2 Respostas para “A GRAVIDEZ E O DIABETES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s